Tudo Sobre Filosofia Um mar de aço cinza - Tudo Sobre Filosofia Bandeira

Materialismo Cultural


Materialismo Cultural - Marvin Harris
O Materialismo Cultural é um paradigma antropológico fundado sobre o pensamento materialista e marxista (mas não por ele limitado). O termo Materialismo Cultural, primeiramente criado por Marvin Harris em seu The Rise of Anthropological Theory(1968), é derivado de duas palavras: "Materialismo" (materialidade, em vez de intelecto ou espiritualidade, é fundamental para a realidade) e "Cultura" (a estrutura social, língua, leis, religião, política, arte, ciência, superstição, etc). Harris desenvolveu o Materialismo Cultural com base em outras doutrinas antropológicas existentes, especialmente o Materialismo Marxista.


Materialismo Cultural - Infraestrutura, Estrutura e Superestrutura
O Materialismo Cultural mantém e amplia os Três Níveis Marxistas da Cultura Modelo: Infraestrutura, Estrutura e Superestrutura.

  • Infraestrutura -- população, necessidade biológica básica e recursos (trabalho, tecnologia, equipamentos, etc.)
  • Estrutura - padrão de organização (governo, educação, regulação da produção, etc.)
  • Superestrutura - instituições sociais (direito, religião, política, arte, ciência, superstição, valores, emoções, tradições, etc.)
O Materialismo Dialético Marxista (conceitos e ideias são o resultado da condição material) e Materialismo Histórico Marxista (membros influentes da sociedade têm controle sobre a condição material, enquanto que as instituições sociais de uma sociedade são fundadas sobre a condição material) diferem do Materialismo Cultural em alguns aspectos principais. O Materialismo Cultural defende que a Infraestrutura tem influência sobre a Estrutura, enquanto que a Estrutura exerce pouca influência sobre a Infraestrutura. O Materialismo Marxista, por outro lado, sustenta que Infraestrutura e Estrutura influenciam uma à outra. Uma outra distinção entre o Materialismo Marxista e o Cultural é a Teoria das Classes. O Materialismo Marxista acredita que a mudança social é benéfica apenas à classe dominante (Burguesia), enquanto que os Materialistas Culturais acreditam que a mudança social é benéfica para a classe trabalhadora (Proletários) também.


Materialismo Cultural - Ideologia, Organização e Simbolismo
O Materialismo Cultural procura explicar a organização cultural, a ideologia e o simbolismo dentro de um quadro materialista (Infraestrutura / Estrutura / Superestrutura). Os materialistas culturais acreditam que a sociedade se desenvolve sobre uma base da experimentação e erro. Se algo não for benéfico à capacidade de uma sociedade de produzir e/ou reproduzir, ou causa a produção e/ou reprodução a exceder os limites aceitáveis, ele desaparecerá completamente da sociedade. Portanto, a lei, governo, religião, valores familiares, etc., devem ser benéficos para a sociedade ou vão deixar de nela existir. Os materialistas culturais ignoram o "êmico" (opinião da sociedade) em favor do "ético" (observação do fenômeno através do método científico).


Materialismo Cultural - Críticas
Os defensores das doutrinas antropológicas alternativas criticam o materialismo cultural por várias razões. Os Marxistas criticam o Materialismo Cultural por ignorar a influência da Estrutura sobre a Infraestrutura. Os pós-modernistas acreditam que a dependência de "ético" em estudar a cultura não seja adequada, uma vez que a ciência é uma mera função da cultura. Os idealistas criticam o Materialismo Cultural por ignorar certas variáveis (como a genética) e acreditar que o "êmico" seja mais importante do que os materialistas culturais permitam. Finalmente, parece que o materialismo é simplista demais. Devemos considerar as influências intelectuais e espirituais na sociedade também. Somos criaturas inteligentes que tendem a ter inclinações espirituais que não podem ser explicadas apenas por meios materiais.

Busque mais agora!

Direito Autoral © 2002-2020 AllAboutPhilosophy.org, Todos os Direitos Reservados